This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

link 2

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Resultado do jogo do bicho das 12 horas- paratodos bahia

Bahia Street Art Festival reúne grandes nomes do rap em Lauro de Freitas

Gabriel O Pensador, Rael, Projota, Planet Hemp e BaianaSystem são destaque do evento

Um festival dedicado à arte de rua vai tomar conta do Kartódromo, em Lauro de Freitas, em novembro. É o Bahia Street Art Festival, que será realizado entre os dias 19 e 26 de novembro, com campeonatos de skate, disputas de breakdance, oficinas de grafitagem, discotecagem, rima e dança de rua.
A música também terá espaço garantido no festival, por onde passará grandes nomes do rap nacional. No dia 19 de novembro (domingo), as
bandas Planet Hemp, Cone Crew, Onze:20, BaianaSystem e Massa Sonora. Já no domingo seguinte, dia 26 de novembro, é a vez dos rappers Projota, Rael, Gabriel O Pensador e Maneva e das bandas Raimundos e Maneva.
Nos dois dias, a abertura dos portões acontece às 15h. Os ingressos variam de R$ 25 a R$ 120 e estão à venda nos balcões dos shoppings e nas lojas South e Chilli Beans
                                                 Fonte: http://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bahia-street-art-festival-reune-grandes-nomes-do-rap-em-lauro-de-freitas/

Porão do rock e show de Alceu Valença estão entre os destaques da semana

Zambujo e Roberta Sá
Com repertório do ídolo da MPB Chico Buarque, o show do português Antônio Zambujo, acompanhado da cantora brasileira de samba e MPB Roberta de Sá promete muitas emoções. No Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Eixo Monumental), domingo, às 19h. Ingressos a partir de R$ 80 (meia-entrada) e R$ 160 (inteira). Não recomendado para menores de 14 anos.

Fogo dos anos 70
O músico Alceu Valença está chegando à cidade com o show Anjo de fogo. No repertório, o público pode contar com o melhor das interpretações da década de 1970, entre elas AgalopadoPapagaio do futuroEspelho cristalino, Táxi lunar e Anjo de fogo. A apresentação será nesta quinta-feira, às 21h, na Área Lounge do Estádio Nacional (Eixo Monumental; 98170-0736). A entrada custa R$ 55 (pista) e R$ 90 (Front Star), os valores são referentes à meia-entrada. Não recomendado para menores de 14 anos.

Rock no porão
O maior festival de rock da capital está chegando. O Porão do Rock 2017 será realizado no sábado, no estacionamento do Estádio Nacional (Eixo Monumental), a partir das 15h. Entre as atrações, o público poderá curtir Elza Soares, Sepultura, Baiana System, Braza, Black Alien, Krisiun, Ego Kill Talent, Alf Sá, Alarmes, ARD, Black Pantera, Dark Avenger, Deceivers, Dona Cislene, Eminence, Finger Fingerr, Rocca Vegas, The Grindful Dead, Toro, Water Rats, Agressivo Pau Pôdi, Eufohria, Lupa, Maria Sabina & a Pêia, Mofo e O Tarot. A entrada está por R$ 20 (meia-entrada). Não recomendado para menores de 16 anos.

Cinema de fora
Os interessados em filmes internacionais poderão aproveitar a programação desta semana: a Mostra de cinema dominicano, que ocorre no Cine Brasília(106/107 Sul; 3244-1660) e no Instituto Cervantes (707/907 Sul, Bl. D), começa nesta quinta-feira, às 20h30, e vai até o domingo. A entrada é franca. No CCBB (SCES Tc. 2 lt 2), os filmes exibidos fazem parte da mostra Espectros da diáspora, com curtas, médias e longas-metragens do cineasta ganês-britânico John Akomfrah. A mostra começa nesta terça, às 19h30, e vai até o dia 10 de dezembro. Os ingressos custam R$ 5 (meia-entrada) e R$ 10 (inteira). Verifique a classificação indicativa dos filmes.

Reunião das divas
Brasília recebe, neste sábado, o encontro das drag queens mais influentes na cena LGBT do país. Pabllo Vittar, Gloria Groove, Lia Clark, Aretuza Lovi e Mulher Pepita se reúnem para apresentação na Net live Brasília (Setor de Hotéis de Turismo Norte, Tc. 2). O show ocorre a partir das 21h, e os ingressos custam R$ 70 (meia-entrada) e R$ 140 (inteira). Não recomendado para menores de 18 anos.

Conversa entre amigos
A companhia mineira de teatro Grupo Galpão faz oito apresentações do espetáculo dirigido pelo dramaturgo Márcio Abreu, Nós, que mostra uma conversa entre sete pessoas ao preparar a última refeição. A peça não é recomendada para menores de 16 anos e explora temas do mundo moderno, como a violência, a intolerância e a diversidade. Os ingressos custam R$ 10 (meia-entrada) e as sessões do espetáculo acontecem no Teatro da Caixa (SBS Q. 4 lt. 3/4), a partir desta semana, nas sextas, às 20h, nos sábados, às 17h e às 20h, e nos domingos, às 19h, até o dia 3 de dezembro.

História trágica
O ator Luis Lobianco representa vários personagens na peça Gisberta, para contar a história de uma brasileira morta e torturada por 14 adolescentes na cidade de Porto, em Portugal. Gisberta foi vítima de transfobia e sua morte trágica não teve muita repercussão no Brasil. A peça será encenada no CCBB (SCES, tr 2, lt 22), a partir de quinta e vai até 10 de dezembro, sempre de quinta a sábado, às 20h, e domingo, às 19h. Não é recomendada para menores de 14 anos e os ingressos custam R$ 10 (meia-entrada

                                       Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2017/11/20/interna_diversao_arte,642021/o-que-fazer-em-brasilia.shtml

domingo, 19 de novembro de 2017

Comcar diz que BaianaSystem pode ficar de fora do Carnaval de 2018 após 'Fora, Temer'.

O navio pirata da BaianaSystem, que costuma arrastar multidões por onde passa, pode não navegar no mar de gente do Carnaval de Salvador em 2018. Em mais uma apresentação no Furdunço, desta vez no Circuito Osmar (Campo Grande), o líder da banda, Russo Passapusso, entoou o coro "machistas, fascistas, não passarão", além de dar início a um "Fora, Temer".




                  Fonte> http://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/comcar-diz-que-baianasystem-pode-ficar-de-fora-do-carnaval-de-2018-apos-fora-temer/

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

BaianaSystem faz show hoje no palco Sunset do Rock in Rio

Grupo sobe ao palco às 16h30 e recebe a cantora angolona Titica
Responsável por bons
momentos no primeiro final de semana do Rock in Rio, o palco Sunset terá sotaque baiano na continuação do evento carioca. Hoje, às 16h30, a banda BaianaSystem faz sua estreia no festival  num show que deve render bons momentos. Os baianos recebem a cantora trans angolana Titica, nome de destaque do kuduro e ícone da contracultura africana, com a qual acabaram de lançar o single Capim Guiné. O trabalho também conta com participação de Margareth Menezes e vai estar no repertório da apresentação.
“Capim Guiné tem cheiro de mato que liga a Bahia a Angola. Tem a força da certeza de que multiplicados, somos mais fortes, temos um norte, um guia. E somos aqui mais uma vez guiados pela música, que trouxe até nós Titica, cantora angolana com o poder de quebrar as fronteiras e chegar bem perto do nosso canto. Que trouxe também a força da natureza que é a voz de Margareth Menezes, fazendo ecoar um sopro de Bahia em direção à África”, afirmou o grupo comandado por Russo Passapusso.
Depois da Baiana, vale ficar ligado no palco, pois às 20h  tem o aguardado encontro entre  o cantor  Ney Matogrosso com a Nação Zumbi, com o set list inteiro de canções do grupo  Secos e Molhados.
Amanhã, a programação do Sunset será aberta, às 15h, com dobradinha baiana entre a   banda Quabales e a cantora   Margareth Menezes.   A banda surgiu de um projeto social criado por Marivaldo dos Santos, um dos líderes do Stomp, no Nordeste de Amaralina.


                                                                 Fonte: http://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/baianasystem-faz-show-hoje-no-palco-sunset-do-rock-in-rio/

domingo, 27 de agosto de 2017

Resenha: Mulamba e BaianaSystem esquentam Curitiba.

Encerramento de festival local marca a primeira vez da BaianaSystem em Curitiba


O festival Subtropikal, que acontece na cidade de Curitiba (PR), dedica-se à arte urbana. Já em sua segunda edição, a festa de encerramento, que aconteceu no último dia 22, contou com duas bandas que garantiram ao público uma grande experiência com sons modernos e urbanos carregados de temáticas sociais.
Os responsáveis por essa experiência foram a banda local Mulamba e o show de encerramento do grupo BaianaSystem. A energia proporcionada pelas duas bandas não deixou o rigoroso inverno da capital paranaense afetar o público. Dança e calor tomaram a Ópera de Arame e garantiram uma verdadeira festa.
Mais intimista, a banda curitibana, composta unicamente por mulheres, começou sua apresentação ainda com poucas pessoas na plateia. De forma gradativa, a ópera foi se enchendo, e as palmas que se ouviam entre as músicas ficavam cada vez mais altas conforme o show acontecia.
A bandeira da representatividade feminina, evidentemente defendida pelo grupo, foi abraçada rapidamente pelos presentes. Rolou até cover de “Maria da Vila Matilde”, da Elza Soares, e de “Top Top”, da Rita Lee – duas artistas fortemente ligadas ao tema do feminismo.
Além da força das músicas, a banda também se mostrou muito performática. Além de todas estarem vestidas de cinza, a apresentação teve direito a danças, e teve até tinta vermelha sendo esfregada nas integrantes – simbolizando sangue.
Se quiser conhecer mais sobre essa banda, pode ler nossa entrevista exclusiva. As meninas disponibilizaram recentemente o clipe para a canção “Mulamba”, que abriu o show.
Pela primeira vez em Curitiba, a BaianaSystem trouxe todo o calor e ritmo da Bahia para o festival. Mais uma vez se consagrando como um dos nomes mais inovadores da atual música brasileira, o grupo liderado por Russo Passapusso fez jus à proposta criativa do festival, com suas canções que mesclam frevo, samba, rock e reggae com a música eletrônica.
Uma das coisas mais interessantes nas músicas interpretadas foi que nenhuma delas foi simplesmente executada pelo grupo. O próprio Russo disse que esse show seria “na base do improviso”. Cantigas de roda, discursos e momentos só de instrumental deram uma roupagem mais animada para as já eletrizantes músicas da BaianaSystem.
O destaque vai para a versão diferente feita para a música “Terapia”, muito mais pesada e que botou o público para suar. Outro ponto alto foi “Invisível”, em que Russo dedicou às pessoas que fazem o show dar certo: iluminadores, técnicos de som, seguranças e mais. Fora isso, foi como se a banda, ao longo da apresentação, preparasse o público para dar o melhor de si na música final, o hit “Playsom”.
O único ponto negativo foi proporcionado pelo próprio espaço do show. As cadeiras que ocupam a Ópera de Arame podem ter sido um obstáculo para alguns pagantes. A energia do grupo, no entanto, fez com que muitos ignorassem as cadeiras e fossem para o mais perto possível do palco, onde conseguissem pular e dançar. Alguns até subiram nas cadeiras para ter mais espaço, enquanto outros as usaram para pendurar casacos e cachecóis.
BaianaSystem foi uma das atrações do Festival Tenho Mias Discos Que Amigos, que ocorreu em Abril. Além disso, a banda se apresentará no próximo Rock in Rio.
                                                Fonte> http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2017/07/29/mulamba-baianasystem-curitiba-critica/

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Marília Mendonça - Eu Sei De Cor - DVD Realidade